segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Exposição na Twitcam

Postado por gabrielle nayara
Querida, eu precisava vir aqui falar com você sobre um assunto muito sério.
Na última semana, assistimos, aqui na redação, a um twitcam em que dois adolescentes de Porto Alegre, RS, falavam, abertamente e sem o menor sinal de culpa, sobre outra twitcam: a que protagonizaram na noite anterior.
Em troca de audiência (o twitcam chegou a 25 mil viewers), os dois trocaram carícias superíntimas em frente à webcam. Os internautas pediam que os dois fizessem coisas como tirar a roupa, tocar aqui, tocar ali.  O vídeo durou quase duas horas.
No dia seguinte, os dois contaram que o vídeo foi resultado de uma aposta que fizeram — e que ela perdeu.
O caso foi parar na polícia. O Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe exibição pública de cenas de sexo entre menores de idade. Provavelmente, os dois terão que prestar serviços comunitários.
A eu já publicou no BLOG  um monte de reportagens falando das armadilhas da internet. “Uma vez que esse material cai na internet, a garota perde totalmente o controle sobre ele. É impossível saber quem vai ver o vídeo e por quanto tempo ele vai circular pela internet”, diz a Isa Noronha, editora de comportamento da Revista BLOG. Mais que zoação na escola, ser exposta assim pode ter conseqüências difíceis de medir: atrapalha na hora de querer conquistar um garoto ou, até, mais tarde, na busca em um primeiro emprego, por exemplo.
É claro que a internet, aqui, potencializa e expõe o problema. Mas, talvez, o mais importante aqui é pensar na forma como cada garota cuida da sua intimidade e da sua sexualidade. Trocar carícias com um garoto dois anos mais velho pode ser muito natural se houver amor e carinho envolvidos. “Fazer isso em troca de uma aposta e para conquistar a atenção das pessoas é deixar de valorizar a si mesma”, diz Isa.
Não quero dizer, aqui, que ninguém pode conversar e se ver na webcam — quer coisa mais legal que isso? (lembro de quando eu era pequena e assistia os jetsons: isso era o máximo da tecnologia). Mas lembre-se que mostrar-se na internet é o mesmo que aparecer numa multidão (mesmo que você esteja sozinha em seu quarto).
Um beijo,

Nenhum comentário: